NOTÍCIAS

Ensinar as crianças a poupar pode ser um exercício lúdico no Dia das Crianças



O Dia das Crianças está próximo e é uma das datas mais importantes para o comércio. Presentear os pequenos faz parte da rotina da maioria das famílias nessa data. Mas é possível ir além dos presentes. Nas comemorações do dia podem ser inseridos conceitos de educação financeira e orientações às crianças para que comecem a ter uma relação sadia com o dinheiro.

Por que não iniciar nesta data uma brincadeira de poupar? Junto com o presente dar um cofrinho para que as crianças comecem a colocar suas economias e, com elas, mais tarde, adquirir o que se deseja com o próprio dinheiro. Uma dica é escrever no cofrinho o sonho desejado.

Para estimular a colocar o dinheiro no cofrinho é possível, por meio do diálogo, negociar um presente mais barato e a diferença do valor que se pretendia gastar, “doar” para a criança para que ela comece a fazer sua poupança. Uma forma saudável para a troca do presente por um mais barato é verem juntos os preços e o quanto poderia ser guardado ao fazer a opção por um mais em conta.

Para aqueles pais ou familiares que não têm um bom relacionamento com o dinheiro, dificultando passar conceitos de planejamento financeiro para os seus filhos, no portal Consumidor Positivo da Boa Vista SCPC, parceira da ACIA, há uma série de informações que ajudam a conhecer melhor o tema e até mesmo a organizar as contas com o uso de uma planilha simples e de uma cartilha que dá dicas importantes para os consumidores. E o melhor: de graça. Para utilizá-los basta acessar www.consumidorpositivo.com.br.

Como explica Pablo Nemirovsky, superintendente de Serviços ao Consumidor da Boa Vista SCPC, “a Educação Financeira introduz conceitos financeiros e orienta as pessoas a aprimorar sua relação com o dinheiro, ajudando-as a usá-lo de forma mais responsável e consciente no curto, médio e longo prazos.”

No portal Consumidor Positivo, acrescenta Nemirovsky, “buscamos orientar as pessoas sobre a importância da gestão de suas finanças e de seu patrimônio, para que evitem problemas como superendividamento e inadimplência, principalmente em momentos de crise, já que infortúnios financeiros acontecem, mas com organização e planejamento esses contratempos podem ser minimizados e superados”.

Aprendendo a se planejar financeiramente, os pais terão condições de passar os conceitos de Educação Financeira a seus filhos, estimulando-os a refletir sobre o que é o dinheiro, para que possam crescer mais familiarizadas com este assunto. “Quando introduzida desde cedo, a Educação Financeira contribui para que na vida adulta as pessoas saibam gerenciar melhor as finanças e, melhor de tudo, aprendam a organizar as contas, a cortar gastos e a poupar para concretizar projetos, sejam eles profissionais ou pessoais.”

Dicas

É importante respeitar o padrão financeiro da família antes da compra, adequando o valor do presente ao orçamento disponível. Lembre-se que parcelamento é uma dívida e terá de ser paga nos meses seguintes;

Avalie que presentes que necessitam de pilhas, baterias, etc., exigem gastos constantes;

Identifique o que a criança realmente deseja e então pesquise bem, tanto sobre o produto em si quanto sobre o preço. A Internet é uma grande aliada nessas pesquisas.

Acrescente ao presente materiais relacionados com a Educação Financeira para que a criança comece a adquirir conhecimento.

Fonte: Comunicação Rede Verde-Amarela/ Boa Vista SCPC